A iluminação de piscinas não é novidade. Tanto não é que já existem piscinas com muitas décadas de vida e que já possuem um sistema de iluminação instalado.

Na realidade, desde o surgimento dos sistemas de iluminação de piscinas tradicional, a diferença que o tempo trouxe foi introduzir novos tipos de dispositivos de iluminação.

Hoje você tem à mão os refletores de LED que consomem menos energia, podem mudar de cor e criar efeitos impressionantes na piscina.

É possível também utilizar a fibra ótica para iluminar sua piscina e, assim como com o LED, conseguir resultados de alto impacto visual para projetos mais ousados ou mesmo piscinas residenciais.

Dentre os vários tipos de sistemas de iluminação para piscinas, a iluminação tradicional é a que consome mais energia e tem a menor durabilidade.

Mas então porque alguém prefere a iluminação tradicional para iluminar a piscina?

Vejamos…

A iluminação de piscinas à forma antiga

Os sistemas mais antigos usados na iluminação de piscinas possuem uma lâmpada halógena em seu interior e, por isso, consomem bastante energia.

O consumo das lâmpadas halógenas chega a ser dez vezes maior do que o consumo das lâmpadas com tecnologia LED.

Normalmente este tipo de luminária é encontrado em piscinas mais antigas, via de regra com revestimento de azulejos.

Mas voltando à pergunta inicial…

Quando escolher a iluminação halógena para piscinas?Quando escolher a iluminação halógena para piscinas?

A grande razão que faz com que alguns proprietários prefiram as luminárias halógenas, ditas tradicionais, está relacionada com o esquema elétrico da piscina.

Substituir as antigas lâmpadas halógenas pelas modernas luminárias de LED não é tão simples quanto parece. É preciso alterar o esquema elétrico, fazer uma série de mudanças que vão possibilitar o funcionamento do sistema novo.

Tendo isso em vista, algumas pessoas preferem protelar a mudança e, quando uma lâmpada ou outra queima, preferem comprar outra halógena do que partir para esta mudança maior.

É perfeitamente compreensível e, em alguns casos, até recomendamos. Entretanto, não deixamos de falar que as novas tecnologias de iluminação são mais eficientes, econômicas e segundo a maioria das pessoas, mais bonitas!

Quando não escolher a iluminação halógena para piscinas?Quando não escolher a iluminação halógena para piscinas?

Não recomendamos a escolha da iluminação tradicional quando o projeto é novo e a piscina ainda não está construída.

É claro que, se podemos indicar algo melhor, mais bonito, mais eficiente, indicaremos!

Por isso a iluminação tradicional sempre fica em último plano para projetos de piscinas novas.

Também não recomendamos o uso deste tipo de sistema de iluminação quando o cliente quer um clima retrô na piscina.

Apesar de ser possível reproduzir a iluminação halógena com LEDs, o clima retrô é “original” quando as luminárias são realmente antigas, não é mesmo.

Quando o objetivo é ter o melhor, mais eficiente e especialmente o mais econômico, nossa sugestão é não escolher a iluminação halógena para piscinas.

Dúvidas com relação à iluminação tradicional de piscinas?

Estas são as principais considerações sobre a iluminação halógena para piscinas. Qualquer dúvida que tenha permanecido, deixe pra gente no campo de comentários logo abaixo!

Adicionalmente, você sempre pode nos encontrar aqui em Belo Horizonte. Estamos na Avenida Francisco Negrão de Lima, número 860, na região da Pampulha.

Se não puder passar aqui pessoalmente, entre em contato pelo contato@brasilpiscinas.com.br ou pelo (31) 2520-7776.

Encontrou um erro? Notifique-nos selecionando o texto e pressionando Ctrl + Enter.

Deixe um Comentário

Fale conosco

Mudar o texto. captcha txt
Iluminação LED para piscina
Inline
Inline

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: