Acompanhando nossas postagens sobre construção de piscinas já deve ter percebido que é um processo rápido e relativamente prático, especialmente quando a escolha do cliente é uma piscina de fibra ou uma piscina de vinil.

Entretanto, em cada um dos passos necessários para construir uma piscina, sem exceção, existem alguns detalhes que precisam ser observados sob o risco de colocar tudo a perder.

Imagine identificar um vazamento e ter que quebrar a piscina toda logo depois de construir…

Em outras palavras, como tudo na vida, é preciso saber para fazer da maneira correta.

A proposta deste texto é falar um pouco sobre um dos primeiros passos na construção da piscina: a escavação.

A escavação da piscina

Escavar o local da construção da piscina é o segundo item que listamos no nosso passo-a-passo da construção.

Lá, falamos sobre a importância de verificar, antes de começar a cavar, se existe tubulação enterrada no local, se existem rochas grandes  e uma série de outros “detalhes” que podem, no mínimo, elevar o custo da obra.

Antes de colocar a mão na massa (ou na máquina) também é importante saber se o terreno é de aterro e se há lençol freático ali.

Os primeiros passos

Para fazer o buraco onde ficará a piscina, a primeira coisa que fazemos é sua marcação.

Tiramos ponto de nível do terreno e esticamos uma linha sobre a parte a ser furada, fixada nas laterais.

Depois de marcar o local da escavação, já sabemos exatamente de onde vamor retirar a terra e já podemos chamar o caminhão que carregará a terra, se for o caso.

Com os caminhões no lugar, a máquina começa a trabalhar e a terra vai sendo retirada.

É importante deixar, ao redor de toda a área da escavação, 15 a 20 centímetros a mais da área real da piscina. Essa diferença, no final da obra, é retirada com alvenaria.

De uma forma geral, a escavação da piscina demora de três a dezesseis horas. Se for muito o trabalho, dividimos em dois dias de escavação.

Este tempo vai variar de acordo com o tamanho da piscina e de quanto tempo se faz necessário para que os caminhões possam descartar a terra.

Como sabemos o quão fundo cavar?

Aqui entra a experiência…

Depois de tirar ponto de nível do terreno e esticar uma linha sobre a parte a ser furada, fazemos a medição da profundidade desejada.

Conforme a escavação vai sendo feita, vamos conferindo de perto sua profundidade. Assim como nas laterais, o ideal é cavar um pouco além da profundidade final da piscina e fazer a correção com alvenaria.

Por exemplo: em piscinas de 1,40m de profundidade, precisamos retirar ao menos 1,60m de altura de terra. (E existem muitas empresas esquecendo desse detalhe aqui em Minas! Depois não adianta reclamar que a piscina ficou mais rasa do que o combinado!)

Cavar o local da piscinaPor falar em erros…

Os erros mais comuns na escavação da piscina

Cavar demais

É inevitável que algumas empresas passam do limite e fazem a escavação mais funda do que ela realmente deveria ser.

Uma forma que muitos resolvem a situação é voltando com um pouco da terra retirada para o local recuperando assim a profundidade ideal da escavação.

Este é um equívoco incomensurável!

Quando se faz o buraco da piscina e logo em seguida coloca-se a terra ali novamente, existe uma chance enorme de, independente da quantidade de terra que retorna, que esta piscina sofra com a movimentação desta terra que foi recolocada ali.

Com o passar do tempo esta terra vai “se ajeitando” abaixo da piscina e o que acontece muitas vezes é a aparição de rachaduras na fibra, caso a piscina seja de fibra, enrugamento no vinil, se a piscina for de vinil e trincas na estrutura caso a piscina seja de alvenaria.

Aqui vai a dica para os concorrentes!

Quando uma escavação passa dos limites, não se pode voltar com a terra para o local! O melhor a se fazer é enxer o local utilizando cascalho!

Solo instável abaixo da piscina

Não observar que o solo no local da escavação é um solo instável é um pecado capital.

Construir a piscina num local assim vai fazer com que o solo se mova e independente de qualquer coisa que você faça depois, sua piscina terá a vida útil comprometida!

Não escavar com folga para as laterais da piscina

Uma vez que já foi definido o tamanho da piscina ainda na fase do projeto, é preciso seguir uma série de passos para assegurar que o que estava no papel se torne realidade exatamente daquele jeito.

Para isso, é importante cavar um pouco a mais nas laterais da piscina, bem como no fundo, justamente para assegurar que a piscina terá o tamanho que o cliente deseja.

Não deixar a sobre de 15 ou 20 centímetros nas laterais da piscina também é um equívoco enorme pois pode ficar impossível de construir a piscina no formato desejado.

É preciso ter espaço para instalar a tubulação que liga os dispositivos de retorno da piscina bem como o ladrão, o bocal de aspiração, o ralo de fundo e etc.

A hora de escavar – Conclusão

Nós trabalhamos com construção de piscinas a mais de 20 anos e conhecemos todos os percalços do ofício: desde os pequenos (mas importantes) detalhes da colocação do revestimento da piscina até os requisitos da escavação do local onde a piscina será construída!

Acesso nosso portfólio e confira algumas das obras que executamos!

Seguimos atualizando nosso portfólio com obras mais antigas e também com projetos mais recentes.

Perceba quantos detalhes existem na tarefa simples de escavar o local da piscina! Portanto, na hora de escolher quem executará a obra, escolha uma empresa experiente! Não contrate inexperientes ou aventureiros!

Sempre que precisar, fale conosco! Estamos sempre à disposição no número 860 da Avenida Francisco Negrão de Lima, aqui na Pampulha, em BH.

É um prazer receber seu contato! Estamos disponíveis também através do e-mail contato@brasilpiscinas.com.br e do telefone (31) 2520-7776.

Mostrando 2 comentários

Deixe um Comentário

Caso queira perguntar algo para nossa equipe, informe seu telefone. (Ele não será publicado.)

Fale conosco

Mudar o texto. captcha txt
Transformação de piscina de fibra em vinilCondomínio Jambreiro - Nova Lima