Hoje vamos deixar a construção de piscinas um pouco de lado para falar do tempo que vem depois da obra, depois de ter a piscina concluída e funcionando.

O momento de limpar a piscina sempre chega e é inevitável que façamos a aplicação do cloro para manter a água sempre cristalina e saudável.

Hoje vamos falar do exato momento em que a piscina fica pronta e você pensa acerca da escolha do cloro para a piscina.

“Como escolher o melhor cloro para a piscina?”

Se você também ficou confuso na hora de escolher o cloro da piscina, vem com a BRASIL PISCINAS!

Cloro para piscinaO cloro da piscina

O cloro é um elemento fundamental para manter a água cristalina e livre de doenças como a Dengue.

Na prática, apesar de complicado, é até possível manter uma piscina residencial sem cloro mas para isso é preciso contar com sistemas de desinfecção ultravioleta, sistemas de desinfecção com ozônio ou outras alternativas.

Para saber mais sobre estas alternativas, confira a seguinte matéria:

Todos que escolhem tratar a piscina com cloro, precisam estar atentos na hora de comprar o produto na loja pois, apesar de parecer, nem todo cloro é igual!

Existem diversos tipos de cloro e o marketing dos fabricantes acaba confundindo a cabeça dos viajantes de primeira viagem.

Vamos ver os principais tipos de cloro e para que tipo de piscina eles se aplicam melhor.

Tipos de cloro para piscina

Os cloros podem ser divididos de uma série de formas diferentes para facilitar o entendimento. Para ilustrar, podemos dividir de acordo com sua forma de comercialização: uns são em pó, outros são granulados, outros são líquidos e ainda existe o cloro gás.

Nós vamos dividir da seguinte forma: os cloros estabilizados e os cloros não estabilizados.

Na prática, nós vamos listar aqui os cloros que resistem à ação solar e aqueles que não duram muito tempo sob o sol. Acreditamos que é o melhor ponto de partida para escolher corretamente o tipo de cloro ideal para sua piscina.

Cloro para piscinaCloro não estabilizado

O cloro comum, sem adição de estabilizante, é o produto ideal para sanitizar piscinas que não ficam expostas ao sol.

É raro ver uma piscina à sombra ou coberta mas, se este for o seu caso, prefira este tipo de cloro.

Por quê?

O cloro sem estabilizante normalmente é mais eficiente para eliminar algas e bactérias da piscina.

Apesar de ter um efeito menos duradouro, ele é mais potente em especial no momento da aplicação do cloro.

Até por isso este tipo de cloro é o melhor quando o objetivo é realizar um tratamento de choque com cloro na piscina.

Cloro estabilizado para piscinaCloro estabilizado

O cloro estabilizado é um produto que recebe uma certa doze de um composto que cria uma camada de proteção contra a ação degradante dos raios solares.

O estabilizador do cloro se chama ácido cianúrico e pode ser responsável pela extensão no tempo de efeito do cloro na água. Sem ele, o cloro pode evaporar em questão de minutos. Com o estabilizador, o cloro pode durar por vários dias na água.

Mas então porque não usar o cloro estabilizado sempre?

A escolha do cloro correto se faz justamente a partir deste entendimento! Usar o cloro estabilizado quando a piscina não toma sol não faz sentido uma vez que o cloro estabilizado é um pouco menos eficiente na sanitização da piscina.

Na prática, ele demora um pouco mais para eliminar algas e bactérias da piscina e esta diferença coloca o cloro comum na frente quando a piscina é coberta ou, por algum motivo, fica sempre à sombra.

Outras informações sobre a escolha do cloro

É preciso pensar também em outros pontos que vão além da estabilização do cloro.

É possível escolher o cloro em tabletes pois eles se dispersam lentamente e, assim, acabam mantendo a piscina clorada por mais de uma semana.

Gerador de cloroAinda existem equipamentos que conseguem dosar e adicionar o cloro de maneira automática tornando a manutenção do nível de cloro livre uma tarefa tão simples quanto aproveitar a piscina!

Não deixe de conhecer o gerador de cloro que a BRASIL PISCINAS recomenda!

Dicas adicionais para lidar com o cloro da piscina

Cuidado com a quantidade de cloro

Se sua piscina for muito grande, ou se o objetivo da cloração é realizar um tratamento de choque, a quantidade de cloro provavelmente será superior a 500 gramas.

Nestes casos, divida o processo e adicione o cloro em várias etapas com quantidades menores. Isso facilita o manuseio e torna a cloração, além de mais eficiente, mais segura para você e para o revestimento da piscina.

Mantenha a circulação da água

Durante todo o processo de cloração, o ideal é manter a motobomba ligada com a válvula do filtro na posição RECIRCULAR. Isso otimiza a mistura do produto na água, a performance da sanitização e também reduz as chances de danificar o revestimento da sua piscina, ok?

Lembre-se: para recircular é necessário abrir os registros do ralo de fundo e do retorno!

Nunca misture produtos

Independente se são cloros, se é cloro com decantador, se é o decantador com o algicida… Em nenhuma hipótese mistura os produtos entre si.

Existem produtos que são incompatíveis e podem acabar gerando fogo e explosões se misturados.

Sempre adicione um produto de cada vez e aguarde o tempo recomendado no rótulo para, só então, adicionar o próximo produto. O ideal é aguardar pelo menos 30 minutos para, por exemplo, depois da cloração, adicionar o decantador.

Brasil PiscinasA escolha do melhor cloro para a piscina carrega uma subjetividade enorme. Por isso, avalie todas as possibilidades e leve em consideração as particularidades da sua piscina e da sua rotina.

Esperamos que este texto tenha esclarecido como é possível escolher o cloro ideal para sua piscina e, se persistir alguma dúvida, você sempre pode falar conosco!

Se quiser passar aqui, estamos sempre à disposição na Francisco Negrão de Lima, número 860, região da Pampulha.

Se não puder vir conversar, fique à vontade para entrar em contato:

  • email: contato@brasilpiscinas.com.br
  • telefone: (31) 2520-7776

Deixe um Comentário

Fale conosco

Mudar o texto. captcha txt
O ph da piscina
Inline
Inline