Hoje nós voltamos a falar do coração das piscinas: a motobomba. Entretanto, viemos trazer informações úteis para você que, por ventura, pode estar passando por dificuldades com a bomba da piscina.

Listaremos um conjunto de problemas e soluções comuns às motobombas de piscinas. Você vai conhecer os principais problemas e suas respectivas soluções quando o assunto é a bomba da piscina.

Apesar de não ser um equipamento que apresenta muitos defeitos, a lista de problemas é um pouco extensa e, por isso, dividimos esta publicação em duas partes sendo esta a primeira.

Preparado? Então vamos lá!

A motobomba da piscina

Bomba para piscinasPara você que não conhece bem o equipamento, vamos dar uma recapitulada acerca de algumas coisas sobre as quais a BRASIL PISCINAS já falou em publicações anteriores…

A motobomba para piscinas é um dispositivo indispensável no funcionamento da piscina. Normalmente ela é alimentada com 110 ou 220 Volts e trabalha transformando esta eletricidade em energia cinética ao forçar a circulação da água.

Ela consome pouca energia quando comparada com o trocador de calor, com a sauna elétrica a vapor ou a sauna elétrica seca.

A motobomba pode ser dividida numa metade hidráulica e uma metade elétrica. Isso significa que existe uma parte da bomba que fica em contato com a água e uma outra parte, onde fica o motor, que lida com a eletricidade e não pode ser molhada.

A instalação de bombas d’água não demanda mão de obra ultra especializada, logo, normalmente um eletricista só precisa do manual de instruções para realizar a instalação.

Agora que você já leu o resumão, vamos aos problemas e soluções da motobomba da piscina!

Problemas e soluções da motobomba da piscina

Bomba SodramarMotor da bomba não liga

Normalmente acontece quando o capacitor usado na bomba está fraco ou quando ocorre intensa queda de tensão. Se o problema for o capacitor, é possível substituí-lo por um maior desde que respeite o limite máximo de até 20% do que estava inicialmente instalado. Se a questão for a tensão, entre em contato com a CEMIG e procure saber se é possível instalar um estabilizador de acordo com a potência da sua motobomba.

Motobomba liga mas gira devagar

Este problema também pode ser causado por queda de tensão, e neste caso a solução é a mesma da citada acima (entrar em contato com a CEMIG e procurar saber se é possível instalar um estabilizador de acordo com a potência da sua motobomba), e pode ser também que a ligação do motor foi feita de forma incorreta. Neste último caso é recomendado entrar em contato com a assistência técnica autorizada da motobomba e solicitar uma verificação, especialmente se o equipamento está dentro do prazo de garantia.

Motobomba esquentando muito

Quando a bomba da piscina está ficando muito quente, também pode ser indício de queda de tensão, e neste caso a solução é a mesma da citada acima (entrar em contato com a CEMIG e procurar saber se é possível instalar um estabilizador de acordo com a potência da sua motobomba). Contudo, é importante verificar se ela foi instalada em local com ventilação adequada. Uma outra coisa a ser verificada é a própria ventoinha da bomba. Se ela estiver danificada a bomba pode aquecer e neste caso a solução é chamar um técnico autorizado para fazer a substituição.

Motobomba para piscinaMotobomba não puxa

Quando você identifica que o sistema de filtração não está funcionando, é preciso desligar os equipamentos imediatamente pois pode ser que algum registro que deveria estar aberto está fechado. Uma outra possibilidade é a existência de entrada de ar na tubulação, que pode ser pela mangueira de aspiração, pela tampa do pré filtro, etc. Além disso, quando a bomba não está puxando, pode ser que o rotor esteja obstruído e, se for este o caso, apenas um técnico autorizado poderá confirmar e realizar o reparo. Também pode ser um simples entupimento do cesto do pré filtro da bomba ou mesmo um entupimento da tubulação da piscina.

Motobomba com pouca vazão

Acontece quando a rotação da bomba está invertida, quando a areia do filtro está muito suja, saturada ou velha, quando o pré filtro ou algum outro ponto da tubulação está parcialmente obstruído ou mesmo quando existe alguma entrada de ar na tubulação de sucção. É preciso verificar ponto por ponto. Para verificar a rotação da motobomba, é preciso entrar em contato com um técnico especializado. Para verificar se está na hora de trocar a areia do filtro, experimente realizar uma retrolavagem e veja se o problema se resolve. Verifique se o pré filtro da motobomba está desobstruído e verifique também se ele está bem fechado para evitar entrada de ar durante o funcionamento da bomba.

Recapitulando

Então, falamos nesta primeira parte do guia de problemas e soluções com a bomba da piscina:

Fácil de acompanhar, não é mesmo?

Fale Conosco!Estes são os primeiros possíveis problemas que você pode enfrentar com a motobomba da sua piscina. A segunda parte deste nosso guia está disponível no seguinte link:

Se tiver alguma dificuldade de implementar alguma destas soluções, fale conosco!

A BRASIL PISCINAS trabalha com piscinas a mais de duas décadas e está perfeitamente familiarizada não só com a bomba da piscina mas com todos os equipamentos do setor de lazer: trocadores de calor, aquecedores a gás, saunas, sistemas de desinfecção ultravioleta, etc.

Conte sempre com a nossa equipe! 😉

Deixe um Comentário

Fale conosco

Mudar o texto. captcha txt
Bomba para piscinasMotobomba de piscinas: guia rápido de problemas e soluções - Parte 2
Inline
Inline